top of page

Trinta e Tantos

Trinta e Tantos

Trinta e Tantos é uma tira antológica sobre a vida das pessoas pós 30 anos. Amizades, relacionamentos, amores, filhos, solidão, maternidades, paternidades, finanças, doenças, políticas etc. - tudo com o objetivo de levar ao pensamento sobre este período de vida e seus “arredores”, misturando drama e comédia. Publicada desde novembro de 2021 todas as terças no caderno Vida & Arte do jornal O Povo, a tira foi primeiro pensada por mim e pela artista Vanessa Paiva, mas também foi desenhada por Nycolas Di, Ronaldo Mendes, Cristiano Lopes, Moisés Souza e Miguel Felício até ter desenhos só meus.

Um Dia

Um Dia

Um dia é um quadrinho que procura resgatar a poética da imagem, apresentando elementos das “coisas simples da vida”, e colocando, no recorte de 24h, diferentes situações e personagens que possuem mais ou menos proximidade, mas que, de alguma maneira, estão interconectadas. Em tiras que possuem concretude individual, mas, quando juntas, criam um “mosaico” que reafirma seu título.
O quadrinho é inspirado nos trabalhos de Will Eisner, Nova York, Invisible People e Avenida Dropsie, nos haikais orientais e no poema Tecendo a manhã, de João Cabral de Melo Neto.
Argumento e desenhos de Daniel Brandão, roteiros de Luís Carlos Sousa e cores de Miguel Felício.

Demonaldo

Demonaldo O Povo

Mais ou menos em 2012, eu me juntei a meu amigo Cristiano Lopez e juntos criamos Demonaldo, O Demônio Entediado. A ideia original envolvia fazer sátiras sobre as relações de trabalho, mas por ter pouca experiência e por uma "desconexão" com a personagem, as tiras tiveram outro viés (você pode ver as originais clicando AQUI) e, por fim, foram descontinuadas.

Quando encerrei o processo da tirinha Trinta e Tantos, me vi na situação de não perder meu "espaço" n'O Povo e pensei no que poderia oferecer a eles. Demonaldo pareceu uma boa opção. Então, retornei à ideia original e refiz boa parte dos roteiros das tiras, reorganizando seu texto e reaproveitando em vários momentos, mantendo a ideia de ser uma sátira acerca das relações de trabalho. Assim, Demonaldo retorna como Demonaldo, o Procrastinador e pode ser lido às terças no jornal O Povo de Fortaleza ou aqui nesse site.