top of page

Ping Pong de Taiyo Matsumoto


É bem difícil eu comentar obras não-brasileiras (por questões puramente políticas, pra ser bem sincero), mas decidi abrir exceção por me impressionar muito por #PingPong, trabalho do mestre Matsumoto publicado pela Editora JBC.


#PingPong conta a história de Tsukimoto (“Smile”) e Hoshino (“Peco”), amigos de infância que encontram, no tênis de mesa, um universo que complementa sua amizade. Quando suas personalidades começam a se distanciar, o esporte se torna tanto o campo de contenda quanto a ponte que os conecta.


Como em #Tekkonkinkreet (Preto e Branco), Matsumoto usa a duplicidade de personalidades para construir seus protagonistas, os quais estão num caminho de desalinho e sem nenhuma perspectiva de reequilíbrio. Mas, enquanto em "P&B" os protagonistas vivem uma relação quase simbiótica, perdendo-se dentro de si mesmos quando há a separação, em "PP", os personagens são engolfados em suas sombras interiores quando começam a se distanciar, construindo uma trama complexa e consistentemente envolvente.


A arte, se comparada a "P&B", engrandece dentro do próprio estilo do autor. Com um acabamento quase "chapado", misturando volumes e profundidades e dando um aspecto "grotesco" à linha pouco refinada, Matsumoto abusa nos escorços e perspectivas absurdas à serviço da história, demostrando todo seu controle da narrativa em quadrinhos.


Outro ponto positivo foi a decisão editorial da #JBC em fechar a história em dois volumes com papel interno legal e sem apelar para a capa dura. Isso torna a obra ergonomicamente mais agradável de ler, facilitando o desejo de devorá-lo rapidamente - o que pode vir a acontecer em poucas horas.


Termos acesso a autores como Matsumoto é um privilégio que deve ser apreciado com cuidado, com mais de uma leitura para que se alcance todas as nuances de seu trabalho - mas, acima de tudo, com a empolgação de se estar lendo um dos melhores autores de quadrinhos de nossa época.


Expediente: Ping e Pong (dois volumes), por Taiyo Matsumoto, 2021 e 2022: Editora JBC.

2 visualizações0 comentário
bottom of page